domingo, 14 de novembro de 2010

A Salvação da Nossa Casa

Um conceito muito forte na Bíblia que esclarece a nossa responsabilidade diante de nossa família é o conceito CASA. Casa, não é no sentido bíblico só a expressão de imóvel. Casa tem expressão de autoridade. Tudo que esta debaixo dos vínculos, contratos, relacionamentos, estão ligados a uma casa, representativamente estão debaixo de benção ou de maldição.

Qual é o conceito de casa?
Eu quero compartilhar algo muito precioso sobre esse assunto. As implicações que tem sua casa, seu lar ,seu teto, seus vínculos sanguíneos, de contrato, desde uma empregada que trabalha em tua casa até seus filhos, pais, avós, tios etc. Onde afeta em bênção, maldição, em prosperidade, em graça, etc. Até seus filhos, primos, tios e onde afeta em benção maldição, graça, onde existe legalidade no reino do espírito.

Sempre que a Deus fala sobre a vida eterna, a unidade básica sempre é o indivíduo e nunca a casa. Entretanto, quando se trata de salvação Deus sempre usa a casa como uma unidade.
A salvação é para nós e para a nossa casa!

1- A PUNIÇÃO DE DEUS É SOBRE A CASA

Cinco exemplos de famílias punidas por causa de apenas um membro:

1- A casa de Faraó
Porém o SENHOR puniu Faraó e a sua casa com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão. Gn 12.17

2- A casa de Abimeleque
porque o SENHOR havia tornado estéreis todas as mulheres da casa de Abimeleque, por causa de Sara, mulher de Abraão. Gn 20.18



3- A casa de Davi
Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.Assim diz o SENHOR: Eis que da tua própria casa suscitarei o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres à tua própria vista, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com elas, em plena luz deste sol. II Sm. 12:10-11

4- A casa de Acabe
Farei a tua casa como a casa de Jeroboão, filho de Nebate, e como a casa de Baasa, filho de Aías, por causa da provocação com que me irritaste e fizeste pecar a Israel. I Rs. 21:22

5- As casas de Datã e Abirão
E ainda o que fez a Datã e a Abirão, filhos de Eliabe, filho de Rúben; como a terra abriu a boca e os tragou e bem assim a sua família, suas tendas e tudo o que os seguia, no meio de todo o Israel. Dt. 11:6
Estou convencido de que em toda a Bíblia o Senhor estabelece tanto positiva quanto negativamente a casa como unidade de tratamento.

2- A Promessa da Benção da Salvação na Casa
Naturalmente o entendimento básico é que a casa inclui o casal e os filhos. Não devemos temer perder nossos filhos, mas também não devemos ser negligentes em levá-los desde pequenos a conhecerem a Jesus.

A base de nossa fé são as promessas de Deus. Se nos firmarmos nisso seremos abençoados. E a promessa de Deus é para a salvação de toda a nossa casa.

Se Deus pode punir uma casa por causa de um membro, então é verdade também que Ele pode abençoar uma casa, por causa de um só membro.

Exemplos de casas abençoadas por causa de um membro no VelhoTestamento:





1- A Casa de Noé
Disse o SENHOR a Noé: Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração. Gn 7:1
A arca não foi preparada para uma pessoa, mas para toda uma família. A Bíblia diz que Noé era justo, mas em nenhum lugar se diz algo assim sobre seus filhos. Mesmo assim a salvação foi para os filhos e as noras.

Todo novo convertido deveria trazer toda a sua família para a arca. Se crermos assim Deus honrará a nossa fé e salvará a nossa família.

Por ocasião do dilúvio, o Senhor disse a Noé: "Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração" (Gn 7.1).
A arca foi preparada para toda a família. A Bíblia diz que Noé era justo, mas em nenhum lugar diz algo assim sobre seus filhos. Mesmo assim, a salvação foi para os filhos e as noras. Se crermos assim, Deus honrará a nossa fé salvará a nossa família.

2 - A Casa de Abraão
O que tem oito dias será circuncidado entre vós, todo macho nas vossas gerações, tanto o escravo nascido em casa, como o comprado a qualquer estrangeiro, que não for da tua estirpe. Com efeito, será circuncidado o nascido em tua casa e o comprado por teu dinheiro; a minha aliança estará na vossa carne e será aliança perpétua. (Gn 17.12-13)

Deus fez uma aliança com Abraão e o sinal da aliança era a circuncisão, por isso mandou circuncidar toda a casa de Abraão, bem como os escravos comprados por ele. Assim, a aliança de Deus com Abraão era estendida a toda a sua casa.

3 - A Casa de Obede-Edom
Ficou a arca do SENHOR em casa de Obede-Edom, o geteu, três meses; e o SENHOR o abençoou e a toda a sua casa. II Sm. 6:11
Por esse texto também ficamos sabendo que a bênção de Deus é para a casa, para toda a família. A unidade básica na bênção não é o indivíduo e sim a casa.
Precisamos estar claros sobre esse ponto. Aqueles que são cabeça de família podem buscar a salvação de toda a família porque esta é a promessa de Deus.
Devemos nos agarrar a esse princípio e reinvindicar a bênção de Deus!


4 - A Casa de Raabe
Qualquer que sair para fora da porta da tua casa, o seu sangue lhe cairá sobre a cabeça, e nós seremos inocentes; mas o sangue de qualquer que estiver contigo em casa caia sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. (Js 2.19)

Porém a cidade será condenada, ela e tudo quanto nela houver; somente viverá Raabe, a prostituta, e todos os que estiverem com ela em casa, porquanto escondeu os mensageiros que enviamos. (Js 6.17)

Raabe e toda a sua família foram salvos

Raabe foi uma prostituta que escondeu os espias de Israel. O sinal da salvação de Raabe, era o fio escarlate na sua janela. Todos os habitantes de Jericó foram mortos, mas os que estavam dentro da sua casa foram salvos.

Js. 6.23 Entraram, os jovens espias, e tiraram Raabe, seu pai, sua mãe, seus irmãos, e todos quantos lhe pertenciam; e, trazendo todos os seus parentes, os puseram fora do arraial de Israel.

Realmente a fé é individual; mas, de alguma forma, a unidade básica de Deus é a família. Pela fé, precisamos nos apropriar dessa promessa e orar até vê-Ia se cumprindo em nossa casa.
Nesse caso precisamos viver cautelosamente diante do Senhor porque o nosso pecado pode afetar a casa toda. Digo isso especialmente aos cabeças de família. Não podemos ser muito duros com os filhos, mas com relação aos cabeças de família a situação é diferente. Diante de Deus, eles são responsáveis por levarem as suas casas a servir ao Senhor.

Exemplos de casas abençoadas no Novo Testamento:
Alguns podem pensar que esses versículos apresentados são coisas do Velho Testamento e não do Novo Testamento que é a base e a regra da nossa fé. Todavia, o Novo Testamento também nos dá base para a salvação de nossa casa.

1 - Jesus - Paz seja nesta casa
Ao entrardes numa casa, dizei antes de tudo: Paz seja nesta casa! Se houver ali um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; se não houver, ela voltará sobre vós. (Lc 10.5-6)
A bênção e a paz repousam sobre a casa e não somente sobre indivíduos. Precisamos ficar certos de que a casa é a unidade do tratamento de Deus. Especialmente quando se trata de bênção e salvação, Deus adota a casa como unidade de Sua graça.

2 - A casa de Zaqueu
Então, Jesus lhe disse: Hoje, houve salvação nesta casa, pois que também este é filho de Abraão. (Lc 19.9)
Não é apenas no Velho Testamento que vemos a salvação da casa. Quando Zaqueu o recebeu, Jesus disse que a salvação havia entrado naquela casa. É tempo de começar a pensar na salvação de famílias e casas inteiras e não somente de indivíduos. Ainda que a vida eterna seja individual, Jesus declarou que houve salvação na casa de Zaqueu.
A esfera de salvação de Deus é a casa e não o indivíduo. Se crermos na salvação um a um, é assim que teremos. Mas desafio você a crer na salvação de famílias e casas, como declara a Palavra.

3 - A casa de Cornélio
...piedoso e temente a Deus com toda a sua casa e que fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus. At. 10:2
...o qual te dirá palavras mediante as quais serás salvo, tu e toda a tua casa. At. 11:14
A salvação de Cornélio é uma tremenda demonstração de que Deus trata com a casa e não com indivíduos. Cornélio era "piedoso e temente a Deus com toda a sua casa e fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus", mas ainda não era salvo.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Discussão não é a solução

Os conflitos fazem parte da natureza humana. Sempre que interesses são contrariados, surgem pontos de atrito que acabam por levar a eles. Há conflitos entre pessoas, entre grupos, entre nações – mas poucos espaços são tão propícios à eclosão de conflitos quanto o matrimónio. Afinal, é no casamento que as individualidades são postas à prova quase que diariamente. E os conflitos resultam justamente da nossa individualidade. Mas, para alguns casais, o conflito gera discussões que, com frequência, fogem ao controlo. Aí, em vez de se encontrar soluções, criam-se novos problemas de relacionamento. O que há de tão ruim nas discussões entre casais? É que, via de regra, elas não levam a soluções – quando um dos cônjuges vence a discussão, o outro sai derrotado. As discussões podem ter como resultado grandes parcerias. Mas, também, podem ser bastante destrutivas. As discussões são quase sempre carregadas de emoção. O pior é que as discussões acabam por levar a um destes três resultados: o marido ganha, a mulher perde; a mulher ganha, o marido perde; ou, então, ocorre um empate, onde ambos perdem. Nenhum dos dois aceita a posição do outro e ambos saem decepcionados, frustrados, magoados, irados.

A boa notícia é que os conflitos podem ser resolvidos sem discussão. Encontrar a solução certa começa quando decidimos acreditar que ela existe e que as duas pessoas envolvidas são inteligentes o suficiente para encontrá-la. Isso envolve respeito às ideias do outro, ainda que sem concordância tácita. E amor, é claro. Afinal, o objectivo é encontrar uma solução, e não vencer uma discussão. O alvo na solução dos conflitos não é acabar com as diferenças, mas aprender a trabalhar com elas, usando-as para tornar a convivência melhor. No caso da vida a dois, resolver conflitos é o passaporte para se construir um relacionamento melhor.

Não há como solucionar um conflito sem ouvir com empatia. Infelizmente, a maioria dos casais pensa que está a ouvir um ao outro; mas, na verdade, quando deveriam ouvir, estão apenas a recarregar a metralhadora verbal. Ouvir com empatia significa tentar entender o que o parceiro está pensando e sentindo. É colocar-se no lugar do outro e tentar ver o mundo pelos seus olhos. Isso implica em baixar a arma verbal em prol de entendimento verdadeiro do ponto de vista do cônjuge. Em vez de pensar em como vamos responder ao que o outro está a falar, deveríamos dedicar toda a atenção em ouvir o que ele está a dizer. Só obteremos uma resposta de amor depois que entendermos o significado e o sentimento que se encontram por trás das palavras.

O erro mais comum que os casais cometem na tentativa de solucionar conflitos é responder antes de ver o cenário completo. É inevitável que isso leve a discussões. Quando as pessoas retrucam rápido demais, costumam responder à questão errada. Mas ouvir ajuda a focalizar o ponto central do conflito. Quando um dos cônjuges declara ter entendido a perspectiva do outro, pode compartilhar a sua e, juntos, negociarem uma solução que atenda às ideias e os sentimentos dos dois. Sim, é possível encontrar uma solução em que os dois saiam vencedores. Quando se ouvem, entendem e respeitam as ideias um do outro. Quando o marido e a esposa buscam soluções em amor para os conflitos, acabam por chegar à harmonia e à união que desejam construir acima de tudo. 

Ter Razão ou Ser Feliz?

   
Oito da noite numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo, assim como o caminho, que ela conferiu no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela dá indicações e pede para que ele vire na próxima rua à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida.

Ele vira à direita e percebe que está errado. Com dificuldade, ele admite ter enveredado pelo caminho errado, enquanto faz inversão de marcha.

Ela sorri e diz que não há problema algum em chegarem uns minutos mais tarde. Mas ele ainda insiste na questão: "Se tinhas tanta certeza de que eu estava a tomar o caminho errado, deverias ter insistido um pouco mais".

E ela diz: "Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos a beira de uma briga; se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite".


MORAL DA HISTÓRIA

Esta pequena história ilustra quanta energia nós gastamos apenas para demonstrarmos que temos razão, independentemente de a  ter, ou não.

Desde que ouvi esta história, tenho-me interrogado com mais frequência: "Quero ser feliz ou ter razão?"

Pensa nisto e sê feliz.

10 coisas que os homens desejam que as suas mulheres saibam sobre eles

   
Não é presumivelmente nenhuma surpresa para si que Deus tenha programado os homens e as mulheres de  modo diferente. Todos nós reconhecemos algumas dessas diferenças, mas outras muitas vezes não são visíveis a olho nu. Shaunti Feldhahn, uma jornalista, cronista de âmbito nacional, autora e prelectora, escreveu recentemente um livro fantástico, Só Para Mulheres: O Que Necessitas de Saber Sobre o Íntimo dos Homens.
     Nele, ela relata as surpreendentes verdades que aprendeu sobre os homens, depois de ter entrevistado mais de mil deles. Não há muito tempo, tive a oportunidade de entrevistar Shaunti para a nossa emissão radiofónica HomeWord (PalavraLar) com Jim Burns. Na nossa discussão, falámos de dez coisas que os homens desejam que as mulheres saibam sobre eles. Penso que achará estas dez coisas fascinantes! E mais, creio que a compreensão destas coisas, equipá-la-á para conduzir o seu casamento a um lugar melhor!

     1. Os homens preferem antes não ser amados do que ser considerados inadequados e desrespeitados. Os maridos necessitam de saber que as suas mulheres os respeitam tanto privada como publicamente. Os homens são bem sucedidos quando sabem que as suas mulheres os admiram, confiam e crêem neles. A investigação feita por Shaunti Feldhahn indicou que os homens prefeririam antes sentir a perda de sentimento de amor das suas mulheres do que serem desrespeitados por elas.

     2. A ira de um homem é muitas vezes resposta ao sentimento de desrespeito por parte da sua mulher. Quando um marido se ira com a sua mulher, ele pode não se abrir e dizer, "Estás a desrespeitar-me!" mas, há grande probabilidade de que ele se esteja a sentir picado por algo que a sua mulher fez que ele considera como desrespeito e humilhação.

     3. Os homens são inseguros. Os homens receiam não ser bem sucedidos na vida - não apenas no trabalho, mas em casa, no seu papel como marido. Eles podem nunca vocalizar isto, mas interiormente, são secretamente vulneráveis. O antídoto? Asseveração ou confirmação. Para os homens, a confirmação das suas mulheres é tudo! Se eles não receberem esta confirmação das suas mulheres, eles procurá-la-ão em algum outro sítio. Quando eles recebem confirmação regular e genuína das suas mulheres (a propósito, não bajulação), eles tornam-se muito mais seguros e confiantes em todas as áreas das suas vidas.

     4. Os homens sentem o peso de serem os sustentadores da sua família. Intelectualmente, não interessa o muito ou o pouco que o homem faz, ou se a sua mulher consegue mais ou menos dinheiro na sua carreira profissional. Os homens simplesmente carregam o fardo emocional de sustentarem a sua família. Não é um fardo que eles tenham escolhido levar. Os homens estão simplesmente programados com este fardo. Como tal, nunca se alheiam dele e isso pode resultar num sentimento de armadilha. Apesar das mulheres não poderem libertar os seus maridos deste fardo, podem aliviá-lo através de uma dose saudável de apreciação, encorajamento e apoio.

     5. Os homens querem mais sexo. A resposta natural de toda a gente a isto é provavelmente a expressão irónica, "a sério? Não me digas!". Mas, essa resposta é provavelmente pela razão errada. Nós assumimos à partida que os homens querem mais sexo com as suas mulheres devido à sua programação física (às suas "necessidades"). Mas, surpreendentemente, a investigação de Shaunti Feldhahn revelou que a razão dos homens quererem mais sexo deve-se à sua forte necessidade de serem desejados pelas suas mulheres. Os homens simplesmente necessitam de ser desejados. O sexo regular, satisfatório, é crítico para o homem ter a percepção de que é amado e desejado.

     6. O sexo significa mais do que sexo. Quando os homens sentem que as suas mulheres os desejam sexualmente, isso tem um profundo efeito no resto das suas vidas. Dá-lhes um sentimento crescente de confiança e bem estar que transportam para todas as outras áreas das suas vidas. O revés desta moeda também traz um profundo efeito negativo. Quando um marido se sente rejeitado sexualmente, ele não apenas sente que a sua mulher o está a rejeitar fisicamente, mas que ela está de alguma forma a rejeitar a sua vida como marido, sustentador e homem. É por isso que ter relações sexuais no casamento é uma prioridade tão incrivelmente importante!

     7. Os homens lutam com a tentação visual. Isto significa que a vasta maioria dos homens responde às imagens visuais quando vê mulheres. E, isto não significa apenas rapazes com olhos concupiscentes. Mesmo o marido mais piedoso não consegue evitar notar uma mulher que se vista de uma forma que atraia a atenção do seu corpo. Mesmo que seja de relance, essas imagens visuais ficam armazenadas no cérebro masculino como uma espécie de "slide show" que reaparece sem qualquer aviso. Os homens podem optar por se fixar nessas imagens e memórias ou rejeitá-las, mas eles não podem controlar o seu surgimento.

     8. Os homens gostam de romance, mas duvidam da sua capacidade de serem românticos. É verdade que muitos homens parecem ser abrutalhados, nada românticos, mas isso não significa que não o queiram ser! Eles querem ser românticos, mas simplesmente duvidam da sua capacidade em consegui-lo. Eles são atormentados com hesitações internas, percebendo que o risco do fracasso e humilhação é demasiado elevado. As mulheres podem fazer muito para aumentar a confiança dos seus maridos no que diz respeito aos seus dotes românticos por meio do encorajamento e redefinindo a aparência do romance. Por exemplo, uma mulher pode frustrar o pedido do marido para ela ir com ele ao armazém de peças, mas é aparente que ele está a pedir-lhe porque vê isso como um tempo em que podem sair como casal e estar juntos. O que não há de romântico nisso? 

     9. Os homens preocupam-se com a aparência das suas mulheres. Isto não significa que todos os homens queiram que as suas mulheres se pareçam com a supermodelo mais recente. O que os homens realmente querem é saber se as suas mulheres estão a fazer um esforço por se cuidarem (e não se desleixarem) pois isso é importante para eles. Os maridos apreciam os esforços que as suas mulheres fazem para se manterem atraentes.

     10. Os homens querem que as suas mulheres saibam o quanto eles as amam. Esta foi a resposta número um dos homens. Os homens não estão confiantes da sua habilidade para expressar isto, mas amam as suas mulheres entranhadamente. Os homens querem mostrar quanto amam as suas mulheres e desejam muito que elas compreendam este facto.

Um casamento com mais de 60 anos

PDF Imprimir e-mail
Um homem e uma mulher estavam casados há mais de sessenta anos. Eles tinham
compartilhado tudo um com o outro. Eles tinham conversado sobre tudo; não havia segredo entre eles, excepto uma caixa de sapatos que a mulher guardava em cima de um armário, e tinha avisado o marido que nunca a abrisse, nem perguntasse o que havia nela.
Assim, durante todos aqueles anos, ele nunca pensou sequer sobre o que estaria naquela caixa de sapatos. Um dia a velhinha ficou muito doente, e o médico disse que ela não sobreviveria. Em vista disso , o velhinho tirou a caixa de cima do armário e levou-a para perto da cama da mulher. Ela concordou que era a hora dele saber o que havia naquela caixa. Quando ele abriu a tal caixa, viu duas bonecas de croché e um pacote de dinheiro que totalizava 95 mil dólares. Ele perguntou-lhe o que aquilo significava, e ela explicou: — Quando nós nos casámos, a minha avó disse-me que o segredo de um casamento feliz é nunca argumentar e não brigar por nada. E se alguma vez eu ficasse com raiva de ti, que ficasse quieta e fizesse uma boneca de croché.

O velhinho ficou tão emocionado que teve que conter as lágrimas enquanto pensava: "Somente duas bonecas preciosas estão na caixa. Então, ela só ficou com raiva de mim duas vezes durante todos estes anos de vida e de amor."

— Querida — disse ele, — explicaste-me sobre as bonecas, mas ... e este dinheiro todo ... de onde veio? — Ah, — disse ela — esse é o dinheiro que eu ganhei com a venda das bonecas!!

Liderar:

Líderar é uma arte que pode ser aprendida e aprimorada. Aprenda quais são os requisitos para a excelência na liderança e quais são os aspectos essenciais para o bom êxito de um líder. A essência da liderança sempre está no equilíbrio. O equilíbrio entre a criatividade e o realismo, a ambição e o apego, o senso de urgência e o imediatismo, a humildade e o profissionalismo.