segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O funeral de uma igreja

     Há uma história interessante que me foi contada e que diz respeito à igreja de uma pequena cidade e ao seu novo pastor. Não sei se esta história é verídica ou se é uma parábola, mas consideremos a sua lição. O autor desta história é desconhecido.

     Um novo pastor veio para a cidade e passou os seus primeiros longos dias a visitar os membros inactivos da igreja, um por um, família por família, pedindo-lhes para que viessem ao seu primeiro culto.
     Tristemente, contudo, todo o seu esforço foi em vão. Nenhum deles apareceu no domingo de manhã.

     Na segunda-feira, ele colocou um anúncio proeminente no jornal local. A notícia declarava que a igreja estava morta e, por causa disso, era seu dever como pastor dar-lhe um decente funeral Cristão. O anúncio do funeral dizia que este se realizaria no domingo seguinte à tarde.

     Morbidamente cheia de curiosidade, decerto, toda a cidade compareceu. No interior do edifício da igreja, para todas as pessoas verem claramente quando entrassem, havia uma enorme urna coberta de flores, colocada proeminentemente num plano elevado defronte do púlpito.

     Estavam todos sentados e pairava a expectativa no ar. O culto começou. O pastor começou com uma oração e um hino calmo. Depois, com solenidade leu o obituário da igreja e proferiu um eloquente e tocante elogio.

     Depois convidou a congregação a vir à frente prestar a última homenagem à muito querida amada que tinha partido.

     Todos se ergueram dos seus lugares e formaram uma fila que lentamente se deslocava para a urna. Um a um todos davam uma olhadela ao seu interior, voltando comovidos, com um sentimento de culpa e de vergonha, alguns marejados de lágrimas. As suas faces estavam pálidas.

     Eis o que viram: No interior da urna, colocado num ângulo adequado, estava um enorme espelho.

     Todos se viam a si mesmo.

     Queridos amigos, este é um exemplo dramático de que a igreja somos nós. Nós somos o corpo de Cristo. Ouçamos a exortação do Senhor, e «não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia» (Hebreus 10.25).

     Muitos crentes marcam as suas Bíblias, mas as Suas Bíblias nunca os marcam.

- Warren W. Wiersbe

A fonte de filhos indisciplinados


<>Imprimir
Nós vemo-los na assembleia. Nós vemo-los nos acampamentos de verão. Nós vemo-los na escola. Filhos indisciplinados. Alguns deles não têm respeito absolutamente algum pela autoridade. Outros são desordenados, não apenas no seu comportamento, mas no seu vestuário e no seu trabalho. As vidas deles caracterizam-se pela desordem. Os seus quartos em casa parecem os escombros da explosão duma bomba. Os seus livros escolares são caóticos. Eles nunca são pontuais, e observam programas de TV violentos e outros não recomendáveis fora de horas. A lista poderia continuar, mas geralmente falando vemos filhos que, a menos que se produza uma mudança, caminham vertiginosamente para uma vida de desordem, caos, e dor.

Donde vêm estes filhos? A verdade é que a maioria deles provem de pais indisciplinados. Pais cujas vidas são igualmente caóticas. Pais cujas vidas são agitadas e frenéticas, e que não têm a disciplina para disciplinarem as suas próprias vidas, deixam as vidas dos seus próprios filhos entregues a si mesmas (Prov. 13.24:Efé. 6.4). Mães que não são donas de casa (Tito 2.5), e que elas mesmas pouca ordem têm nas suas vidas. Pais que não vêm com consistência aos cultos, e cuja agenda está tão cheia que não têm espaço para as coisas espirituais, e para os filhos. Não admira os filhos serem deixados erguerem-se numa atmosfera onde ninguém lhes diz quais as fronteiras, e ninguém lhe ensina a discernir o certo do errado.

Os filhos são normalmente um reflexo dos seus pais (Efé. 5.1). Filhos indisciplinados usualmente são provenientes de pais indisciplinados.

Discussão não é a solução

Os conflitos fazem parte da natureza humana. Sempre que interesses são contrariados, surgem pontos de atrito que acabam por levar a eles. Há conflitos entre pessoas, entre grupos, entre nações – mas poucos espaços são tão propícios à eclosão de conflitos quanto o matrimónio. Afinal, é no casamento que as individualidades são postas à prova quase que diariamente. E os conflitos resultam justamente da nossa individualidade. Mas, para alguns casais, o conflito gera discussões que, com frequência, fogem ao controlo. Aí, em vez de se encontrar soluções, criam-se novos problemas de relacionamento. O que há de tão ruim nas discussões entre casais? É que, via de regra, elas não levam a soluções – quando um dos cônjuges vence a discussão, o outro sai derrotado. As discussões podem ter como resultado grandes parcerias. Mas, também, podem ser bastante destrutivas. As discussões são quase sempre carregadas de emoção. O pior é que as discussões acabam por levar a um destes três resultados: o marido ganha, a mulher perde; a mulher ganha, o marido perde; ou, então, ocorre um empate, onde ambos perdem. Nenhum dos dois aceita a posição do outro e ambos saem decepcionados, frustrados, magoados, irados.

A boa notícia é que os conflitos podem ser resolvidos sem discussão. Encontrar a solução certa começa quando decidimos acreditar que ela existe e que as duas pessoas envolvidas são inteligentes o suficiente para encontrá-la. Isso envolve respeito às ideias do outro, ainda que sem concordância tácita. E amor, é claro. Afinal, o objectivo é encontrar uma solução, e não vencer uma discussão. O alvo na solução dos conflitos não é acabar com as diferenças, mas aprender a trabalhar com elas, usando-as para tornar a convivência melhor. No caso da vida a dois, resolver conflitos é o passaporte para se construir um relacionamento melhor.

Não há como solucionar um conflito sem ouvir com empatia. Infelizmente, a maioria dos casais pensa que está a ouvir um ao outro; mas, na verdade, quando deveriam ouvir, estão apenas a recarregar a metralhadora verbal. Ouvir com empatia significa tentar entender o que o parceiro está pensando e sentindo. É colocar-se no lugar do outro e tentar ver o mundo pelos seus olhos. Isso implica em baixar a arma verbal em prol de entendimento verdadeiro do ponto de vista do cônjuge. Em vez de pensar em como vamos responder ao que o outro está a falar, deveríamos dedicar toda a atenção em ouvir o que ele está a dizer. Só obteremos uma resposta de amor depois que entendermos o significado e o sentimento que se encontram por trás das palavras.

O erro mais comum que os casais cometem na tentativa de solucionar conflitos é responder antes de ver o cenário completo. É inevitável que isso leve a discussões. Quando as pessoas retrucam rápido demais, costumam responder à questão errada. Mas ouvir ajuda a focalizar o ponto central do conflito. Quando um dos cônjuges declara ter entendido a perspectiva do outro, pode compartilhar a sua e, juntos, negociarem uma solução que atenda às ideias e os sentimentos dos dois. Sim, é possível encontrar uma solução em que os dois saiam vencedores. Quando se ouvem, entendem e respeitam as ideias um do outro. Quando o marido e a esposa buscam soluções em amor para os conflitos, acabam por chegar à harmonia e à união que desejam construir acima de tudo.

O verdadeiro significado do Natal

     “Porque um menino nos nasceu … e o Seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz” – Isaías 9:6.
     Para os Cristãos, a alegria do Natal não se limita ao Seu nascimento. Está até mais edificada sobre o triunfo da Sua morte e ressurreição - que deu significado ao Seu nascimento. O misterioso espírito de generosidade que possuímos no Natal, é a refulgência do Calvário. O facto da cruz ilumina este dia e santifica-o. Ao trocarmos presentes, lembremo-nos que eles são simbólicos do dom inefável do amor de Deus.

     Eu penso que os Cristãos não devem dar presentes caros. Os presentes devem ser pequenos e simples, e como expressão do nosso amor e afecto pelos destinatários. Os presentes devem ser simbólicos do dom do amor de Deus. Quanto dinheiro poderia ser poupado e investido no Reino de Deus por milhares de famílias Cristãs todos os anos se o verdadeiro significado do Natal fosse observado.

100 Coisas que Acompanham a Salvação

"Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e que acompanham a salvação, ainda que assim falamos". (Hebreus 6:9)

1. — Comunhão com o Filho de Deus, Jesus Cristo nosso Senhor– 1 Coríntios 1:9
2. — Acesso ao Pai em Cristo e através do Espírito– Efésios 2:18
3. — Acesso COM confiança– Efésios 3:12
4. — Acesso a graça, na qual estamos firmes– Romanos 5:2
5. — Justiça, paz e alegria no Espírito Santo – Romanos 14:17
6. — Gozo e paz em crer– Romanos 15:13
7. — Abundância na esperança – Romanos 15:13
8. — Deus operando em nós tanto o querer como o efetuar – Filipenses 2:13
9. — A contínua intercessão de Jesus – Hebreus 7:15
10. — A intercessão do Espírito Santo – Romanos 8:26
11. — O privilégio de andar na luz – 1 João 1:7
12. — Perdão quando o pecado é confessado – 1 João 1:9
13. — Cristo em nós, a esperança da glória – Colossenses 1:27
14. — O Espírito de adoção – Romanos 8:15
15. — Ser ensinado por Deus a amar uns aos outros – 1 Tessalonicenses 4:9
16. — Ser ensinado do Pai por Jesus – Mateus 11:27-28
17. — Cristo manifestado a Si mesmo para nós – João 14:21
18. — O Pai e o Filho fazendo morada em nós – João 14:23
19. — Fortaleza no homem interior – Efésios 3:16; Romanos 8:11
20. — O Espírito de sabedoria e revelação – Efésios 1:17
21. — A abertura dos olhos do nosso entendimento – Efésios 1:18-19
22. — Completa certeza da esperança – Hebreus 6:11
23. — Plenitude do entendimento – Colossenses 2:2
24. — Inteira certeza de fé– Hebreus 10:22
25. — Estar casado com Cristo – Romanos 7:4
26. — Dar fruto para Deus – Romanos 7:4
27. — Ser herdeiros de Deus – Romanos 8:17
28. — Ser herdeiros juntamente com Cristo – Romanos 8:17
29. — Participantes da natureza Divina – 2 Pedro 1:4
30. — Estar unido ao Senhor – 1 Coríntios 6:17
31. — Nossos nomes escritos no Céu – Lucas 10:20; Hebreus 12:23
32. — Uma herança incorruptível, reservada para nós no céu – 1 Pedro 1:4
33. — Ser guardado pelo poder de Deus – 1 Pedro 1:5
34. — Ser guardado de tropeçar – Judas 24
35. — A paz de Deus guardando nossos corações e mentes – Filipenses 4:7; Colossenses 3:15
36. — Saber em "QUEM" temos crido – 2 Timóteo 1:12
37. — Ser apropriado para o uso do Senhor – 2 Timóteo 2:21
38. — Recebimento de graça sobre graça – João 1:16
39. — Discernir extensão da salvação – Efésios 3:18
40. — Conhecer o amor de Cristo que transcede o conhecimento – Efésios 3:19
41. — Ser cheios de toda plenitude de Deus – Efésios 3:19
42. — Ter a mente de Cristo – 1 Coríntios 2:16
43. — Uma unção que nos ensina a permanecer – 1 João 2:20-27
44. — Justiça pela imputação por causa da fé – Romanos 4:6-8
45. — Uma consciência purificada – Hebreus 9:14
46. — Poderosas armas espirituais – 2 Coríntios 10:4-5
47. — Toda armadura de Deus – Efésios 6:11-18
48. — Todas as bençãos espirituais nos lugares celestiais – Efésios 1:3
49. — Todas coisas que pertencem à vida e à piedade – 2 Pedro 1:3
50. — O espírito de poder, amor e de moderação - 2 Timóteo 1:7
51. — Eterna consolação e boa esperança– 2 Tessalonicenses 2:16
52. — O Espírito Santo– 1 João 3:24; 4:13
53. — Um entendimento ministrado pelo próprio Jesus– 1 João 5:20
54. — O amor da verdade– 2 Tessalonicenses 2:10
55. — Um reino que não pode ser abalado– Hebreus 12:28
56. — Alimentado espiritualmente pelor prórprio Deus– 2 Coríntios 6:2
57. — Conhecendo o que nos é dado gratuitamente por Deus – 1 Coríntios 2:12
58. — Ter um tesouro celestial num vasso de barro – 2 Coríntios 4:7
59. — Ter de Deus um edifício, nos céus– 2 Coríntios 5:1
60. — Um Sumo Sacerdote – Hebreus 8:1
61. — Iluminação – Hebreus 8:1
62. — Esclarecimento– Hebreus 10:32
63. — Provar o dom celestial– Hebreus 6:4
64. — Participar do Espírito Santo– Hebreus 6:4
65. — Provar a Palavra de Deus– Hebreus 6:5
66. — Provar os poderes do mundo vindouro – Hebreus 6:5
67. — Libertação do poder das trevas– Colossenses 1:13
68. — Transladação para o Reino de Cristo – Colossenses 1:13
69. — Todas as coisas se tornando possíveis– Marcos 9:23; Efésios 1:20, 3:20
70. — A ministração dos santos anjos– Hebreus 1:13-14
71. — Todas as coisas cooperando para o nosso bem– Romanos 8:28
72. — O Senhor sendo nosso Ajudador– Hebreus 13:6
73. — Mentes puras– 2 Pedro 3:1
74. — Deus sendo "por nós" – Romanos 8:31
75. — Uma melhor esperança – Hebreus 7:19
76. — Sangue que fala melhor do que o de Abel– Hebreus 12:24
77. — Nenhuma condenação– Romanos 8:1
78. — Paz com Deus– Romanos 5:1
79. — Vida eterna – 1 João 5:11
80. — Vida abundante – João 10:10
81. — Grandíssimas e preciosas promessas – 2 Pedro 1:4
82. — Ser ressuscitado juntamente com Cristo e assentado com Ele nos lugares celestiais– Efésios 2:6
83. — A Palavra de Deus nos edificando e nos dando uma herança – Atos 20:32
84. — Sendo confirmados por Deus – 2 Coríntios 1:21
85. — O selo do Espírito Santo – 2 Coríntios 1:22
86. — Tendo suficiência da parte de Deus – 2 Coríntios 3:5
87. — Um poder que Deus opera transcendentemente em nós – Efésios 3:20
88. — Tendo abundância em todas as ciosas– 2 Coríntios 9:8
89. — A obra de Deus aperfeiçoada em nós até o dia de Cristo – Filipenses 4:19
90. — Todas as nossas necessidades supridas de acordo com a 'glória de Deus' – Filipenses 4:19
91. — Feitos idôneos para participar da herança dos santos – Colossenses 1:11-12
92. — Sendo santificados completamente, espírito, alma e corpo – 1 Tessalonicenses 5:23-24
93. — Participando da santidade de Deus através da correção – Hebreus 12:10
94. — A vitória que vence o mundo – 1 João 5:4-5
95. — Satanás sendo esmagado debaixo de nossos pés - Romanos 16:20
96. — Sendo chamados à liberdade– Gálatas 5:1, 13
97. — Aprendendo de Cristo– Efésios 4:20
98. — Pureza de alma – 1 Pedro 2:3
99. — Provar que o Senhor é bom – 1 Pedro 2:3
100. — Recebidos por Cristo – Romanos 15:7

O PODER DA GRATIDÃO

Salmo 103:1-5
1 Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome.
2 Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios.
3 Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades;
4 quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia;
5 quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.

Negligenciar a Gratidão a Deus é o Maior Pecado. Gratidão é a qualidade dos Nobres.

Alguns Motivos para nos Alegrar

-Motivos materiais/terrestres/físicos:

Nos dá alimentos e as necessidades da vida (Mateus 6:11,30-34;João 6:11; 1 Timóteo 4:3-4).
Somos abençoados com famílias (Rute 4:12-14; Salmo 127:3; Provérbios 31:10,29-30).
A presença e o bem-estar/segurança de pessoas queridas (Atos 28:15; Efésios 1:16; 1 Tessalonicenses 1:2).
A proteção divina e as vitórias nesta vida (Êxodo 15:1-2; Esdras 8:31).

Motivos espirituais/celestes/eternos:

Deus enviou a luz para os homens na pessoa de Jesus Cristo (Lucas 1:78; 2:38).
A salvação pela graça em Jesus (Romanos 7:25; 1 Coríntios 1:4; Colossenses 1:12).
O Senhor revelou a sua palavra de maneira que a podemos entender (Lucas 10:21).
Ele nos deu a Ceia do Senhor para lembrar a morte de Jesus (Mateus 26:26-29; 1 Coríntios 11:23-27).
Temos, em Cristo, a vitória sobre a morte (1 Coríntios 15:57).
Nossos irmãos oram e se preocupam conosco (2 Coríntios 1:11; 8:16; 9:11-15).
Deus nos usa, como seus servos, para divulgar a sua palavra (2 Coríntios 2:14).
Deus Todo-Poderoso reina sobre todos (Apocalipse 4:9; 7:12; 11:7).

1- A GRATIDÃO TEM O PODER DE ALEGRAR O CORAÇÃO DO PAI
Nada agrada mais a Deus do que a gratidão.
Quando Deus tirou o Povo do Egito = Murmuraram
Independente se é algo Grande ou pequeno que Deus fez na Minha Vida = Deus aguarda a contrapartida de Gratidão (Alegra o Coração do Pai).

Talvez você esperava que Deus fizesse algumas coisas que Ele não fez!
A vontade de Deus é que, em meio a todas as circunstâncias, demos graças (1Ts 5.18).
Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.
Alguem aqui pode dar Graças em tudo? Graças por aquilo que não aconteceu, por aquilo que perdeu, pela porta que se fechou, pelo ente querido que morreu?
As vezes achamos que aquilo que temos é fruto meramente do nosso “Suor”, trabalho… mas é Deus que nos dá forças para adquirirmos riquezas.
O Poder da gratidão
As ações de graças talvez sejam o tipo de oração mais negli¬genciado pelos crentes. Possivelmente, muitos pensam que elas não são orações poderosas para mudar as circunstâncias da vida ou para tocar o coração de Deus, mas esse é um tremendo equívoco.

- Quando estamos doentes = Fervorosamente Clamamos por Cura.
-Quando nossas Finanças se descontrolam = Logo Clamamos por provisão Divina.
-Quando vemos o diabo aprisionando ou destruindo algo = Gritamos em alto e bom som para que ele saia em Nome de Jesus.
-Quando vamos orar pela refeição dando Graças, nos sentimos constrangidos, falta intensidade (Paixão).
Senhor, ensina-me a ter um Coração Grato.

Talvez você ache que não tem o que agradecer. Saiba que você tem muito mais motivos do que você imagina.
No Salmo 100.4 somos exortados a entrar na presença de Deus com ações de graças continuamente.
Entrem pelos portões do Templo com ações de graças, entrem nos seus pátios com louvor. Louvem a Deus e sejam agradecidos a ele. Pois o Senhor é bom; o seu amor dura para sempre, e a sua fidelidade não tem fim.
Pode não parecer algo razoável dar graças por cada problema por que passa¬mos. Mas é essa exatamente a vontade de Deus.
(Agradecer por cada Conquista e por cada perda, por cada amigo e por cada Inimigo, por cada vez que fomos injustiçados, caluniados, mal intendidos, )
Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. (Ef. 5.20)

-A gratidão é uma “emoção”, que envolve um sentimento de dívida emotiva em direção de outra pessoa; freqüentemente acompanhado por um desejo de agradecê-lo, ou responder com igualdade para um favor que fizeram por você.
Sabe qual é a Dívida mais difícil de se pagar? Dívida de Gratidão

Ex: Mulher que por muitos anos trabalhava e lavava a roupa de sua família na Mão, ela por muitas via pessoas lavando sua roupas em suas máquinas de lavar, porem não tinha condições financeira de comprar uma. Seu marido que ganhava pouco, começou a fazer economia, horas extras e conseguiu comprar uma máquina nova. Quando as pessoas iam em sua Casa a mulher ela mostrava sua Máquina (Lembrando da generosidade e Sacrifício de seu Marido), ao ligá-la ficava olhando ela girar adimirada e feliz, agradecia seu marido dezenas de vezes
Quantos aqui ficam felizes por ter ajudado alguém que depois foi agradecido pelo bem feito?
HISTÓRIA DA MENINA QUE QUERIA COMEMORAR SEU ANIVERSÁRIO

2-A GRATIDÃO TEM O PODER DE MUDAR AS CIRCUNSTANCIAS

A única maneira de sermos gratos por tudo é reconhecendo o Senhor em nossas circunstâncias. Se nós O reconhecermos em nossos caminhos, Ele endireitará as nossas veredas (Pv. 3.6).
Se formos capazes de ver a mão de Deus nas circunstâncias, seremos capazes de ser gratos pela obra que Ele faz em nós.

- Jesus nosso exemplo de gratidão na multiplicação dos pães
(estava caminhando com 5.000 pessoas, chegou a hora do almoço “5 Paes e 2 Peixes” / Nenhum momento murmurou / Nós iriamos Orar: Pai Multiplica = após Jesus orar agradecer houve multiplicação).
Então, Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribuiu-os entre eles; e também igualmente os peixes, quanto queriam. (Jo 6.11)

Senhor! Ensina-me a ser grato em qualquer circunstância.

3- A GRATIDÃO TEM O PODER DE TRAZER O CONTENTAMENTO
Você jamais verá uma pessoa contente Murmurando / Descontente agradecendo
Se não há contentamento pelo que Deus tem dado, Ele não pode multiplicar. Seria incoerente com a natureza de Deus Ele conti¬nuar nos dando algo que não desejamos receber ou pelo que não somos gratos. O descontente deprecia a bênção do céu. Mas o con¬tentamento, que vem pela gratidão, dá ao Senhor ocasião para nos dar porção ainda maior. A gratidão tem o poder da multiplicação.

- Paulo agradecido em todas as situações
Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. 12Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; 13tudo posso naquele que me fortalece.

-Existem pessoas que só conseguem ser felizes na fartura.
-Deus nos chama para sermos felizes em todas circunstancias.
O exemplo na cadeia de Filipos (Atos 16)
- Paulo preso e açoitado = em nenhum momento reclamou. Ao contrário começou a louvar a Deus e as cadeias foram destruidas.
Deus me ensina a ser Grato em todas circunstancias.

Matthew Henry, que viveu no século XVIII. Quando ele foi roubado, es-creveu o seguinte em seu diário:
"Deixe-me agradecer primeiro porque nunca fui roubado antes.
Segundo, embora eles tenham levado minha bolsa, não levaram minha vida;
“Terceiro, porque eles levaram tudo que tinha em minha bolsa, mas não foi muito, e, Quarto, porque foi quem fui roubado, e por não ser a pessoa que roubou.”

4-A GRATIDÃO TEM O PODER DE TRAZER VIDA ONDE EXISTE MORTE
Jesus demorou 3 dias para atender o pedido de suas irmãs…
Na ressurreição de lázaro Jesus fez o mesmo que na multipli¬cação dos pães. Ele apenas agradeceu a Deus e depois chamou a lázaro da morte para a vida.
E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. E, tendo dito isto, clamou em alta voz: Lázaro vem para fora! (Jo 11.41; 43).
Primeiro Jesus agradeceu depois chamou ele para fora.
Eu creio que Ele deu ações de graças para nos ensinar que ações de graças dão sabor à uma vida morta. A gratidão coloca vida em nossas vidas. Por que Deus se interessa tanto pela nossa gratidão? Porque ações de graças mudam a nossa atitude diante da vida. Ações de graças produzem contentamento. A vontade de Deus é que tenhamos um coração grato que produza contentamento. A gratidão é a medicina para todo o ser, e nada pode fazer melhor ao coração. E podemos, em Cristo, nos existencializar na gratidão e no contentamento.

5-A GRATIDÃO TEM PODER QUANDO ELA É EXPRESSADA DE TODO O CORAÇÃO

Lucas 17.11-19 A cura dos 10 leprosos
11 De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia.
12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,
13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!
14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.
15 Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,
16 e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.
17 Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?
18 Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?
19 E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.

“A gratidão silenciosa não é útil a ninguém.” Isso é muito verdadeiro. É por isso que trabalho para cultivar um coração de gratidão e me esforço para expressar a gratidão conti¬nuamente. Tento ser grato até pelas pequenas coisas. E pelas grandes também, e, às vezes, tenho que fazer algo altamente intencional para expressar minha gratidão.
Ex.: Quando mandamos oficio a uma editora para doação de livros

Precisa ser: Dito / Proclamado / Expressado.
-Obrigado Chefe / Obrigado Senhor


Comece a agradecer pela vida que você tem, não pela que você não tem. E celebre diante de Deus a vida Hoje, como ela é, e não um Amanhã que ainda não é e talvez jamais venha a ser.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

NOVE PASSOS PARA UMA ORAÇÃO DEMORADA

1.    Aceite o fato que a oração que dura menos de uma hora não é uma oração significativa para um ministro.
Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comlgo.       Mateus 26.40
   O mais longe que eu consigo lembrar, sempre considerei a oração curta insignificante. Sempre senti que, a menos que eu passasse um longo tempo em oração, não faria muita coisa. Esse tem sido um bom guia psicológico para mim. Ele me fez passar muitas horas da minha vida em oração.
Quando você acredita que orar menos de uma hora não é sufici­ente, jamais se satisfará com orações de cinco e dez minutos. Isso irá gradualmente levá-Io a longos períodos de oração. Você não vai perder nada por orar durante longos períodos.

2.    Sempre ore com um relógio de parede ou de pulso ao seu alcance.
No momento em que começar a orar, marque a hora. Quando você faz isso, será compelido a passar um período correto em ração. Quando você não olha para o relógio, você vai pensar que orou mais tempo do que realmente fez. Vai dizer a si mesmo: “Oh!, devo ter orado duas horas", quando na verdade você orou apenas dez minutos.
A não ser que seja experiente na oração, você vai avaliar de rnaneira errada o período em que orou. Hoje em dia posso dizer quando orei por uma hora. É por isso que precisa ter um olho no relógio.
3. Ore com gravações de pregação.
Eu sempre oro com algum tipo de pregação ou música como pano de fundo. Existe um princípio que desejo que você compreenda. A velocidade da pregação/música é cern vezes mais rápida do que a velocidade do silêncio. Isso significa que o tempo corre cem vezes mais depressa quando há algum tipo de pregação ou música de fundo.
Você já esteve em um lugar em que foi pedido que as pessoas observassem um minuto de silêncio? Notou como o minuto de­morou a passar? Você sabia que ninguém passa na verdade um mi­nuto inteiro de silencio?
Isso se deve ao princípio que acabei de contar a você: A veloci­dade da música/pregaçaõ é cem vezes maior do que a velocidade do silencio. Quando você ora com o som de uma pregação ou música ao fundo, o tempo corre muito mais depressa! Antes que perceba, terá orado durante várias horas!
O som da pregação da Palavra de Deus cria uma atmosfera con­ducente as coisas espirituais. Querido amigo, somos constantemente bombardeados com o ambiente secular de nossos empregos, de amigos ímpios e da televisão. Esse tipo de atmosfera, na verdade, impede a oração. O ambiente em nossas casas e, no geral, de antioração. Você precisa de algo que o mantenha em um espírito de oração pelo menos por uma hora. Algumas vezes a mensagem na fita irá estimular você a continuar no Espírito! Tente isso e nunca mais será o mesmo.
3.Ore com música ambiente.
Ora, pois, trazei-me um tangedor. E sucedeu que, tangen­do o tangedor, veio sobre de a mão do Senhor.
2Reis 3.15
A música religiosa É reverente cria um belo ambiente de adoração. A Bíblia chama isso de a mão do Senhor. Eu sempre ouço música ou gravações de pregação quando estou orando. Querido amigo, a própria atmosfera de nosso mundo está re­pleta de entidades demoníacas.  
O príncipe das potestades do ar e suas coortes poluem o próprio ar que respiramos. E difícil orar em tal ambiente. É essa a razão por que inúmeros cristãos não oram durante muitas horas. Eles ope­ram em um ambiente difícil, uma atmosfera pesada.
Há, porém, boas notícias. Você pode ter o seu serviço da igreja onde quer que se encontre! O Espírito do Senhor pode se mover sobre você em seu carro.  Isso aconteceu comigo várias vezes. Considero meu carro um cantinho de oração. Invista o que for preciso para criar a atmosfera certa de oração.
O Espírito do Senhor virá sobre você enquanto permanecer em um ambiente de músicos ungidos.
4.Ore com um vídeo de pregação.
  Algumas vezes, o som da pregação ou da música não é suficiente para colocar você na disposição certa para orar. Às vezes, é preciso que você tenha a dimensão do vídeo.
Em determinadas ocasiões, tanto ver quanto ouvir se tornam necessários para criar a atmosfera certa para uma oração bem-sucedida. Com freqüência, eu oro com um vídeo de pregação. Recebo grandes bênçãos quando opero no ambiente certo.
6. Faça 90% das suas orações em Iínguas.
As línguas são um dom de Deus. Esse dom ajuda você a orar enquanto sua mente está inativa.             Porque, se eu orar em outra língua o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera.          1Coríntios 14.14
Quando você ora em línguas durante horas, seu espírito humano será edificado e energizado.
7. Leia a bíblia e outros Iivros cristãos enquanto você ora.
Porque eu oro em línguas por longos períodos, minha mente está livre para ler. Leio constantemente enquanto passo horas em ora­ção. Meu espírito ora ao Senhor enquanto minha mente se con­centra na Bíblia que estou lendo. Isso me ajuda a orar ainda mais tempo.
8.   Desligue o telefone
O telefone é uma ferramenta favorita usada pelo diabo para inter­romper a sua oração. Com o sentimento de que você vai receber uma ligação importante, você é incapaz de desligar o telefone. A maioria de nós é incapaz de desligar os telefones.
As interrupções desnecessárias interrompem nossa preciosa hora de oração em trinta minutos de sessões parceladas de cinco minu­tos cada. Não sei se isso acontece com você. Porém, tão logo eu entro em comunhão profunda com o Senhor, o telefone toca. Al­gumas vezes, é deveras doloroso receber um chamado desnecessário no momento errado.
Decidi que se eu devo ser sério a respeito da oração, devo desli­gar o telefone. O mundo pode esperar. Tudo pode esperar até que eu termine a conversa com meu Senhor! Quando não desligo o telefone, isto só significa uma coisa: Não estou sendo seio com relação ao período de oração!
9. Coloque um aviso “não perturbe”.
Como você não mora em uma ilha, vai precisar da colaboração das pessoas que vivem com você. Se você quiser uma vida de oração eficaz, as pessoas precisam saber que você esta orando. Assim como não o incomodariam se estivesse no banheiro, não devem perturbá-lo quando está em oração! Não se envergonhe de permitir que seus amigos e o pessoal da sua casa saibam que você está orando e não deve ser perturbado.
Quando eu estava na escola, fiquei particularmente impressio­nado com a capacidade de um amigo de divulgar avisos "não per­turbe". Lembro-me até hoje do aviso que ele colocou na porta de seu quarto para afastar outros alunos. O aviso era mais ou menos assim:

Aviso
Se você bater nesta porta e não receber resposta,
Não continue batendo ou chamando por mim.
Se fizer qualquer coisa que contrarie esta simples instrução
Saiba que esta porta não será aberta para você.
Não importa quem seja!!!

Seis Razões para Fazer Orações Bíblicas Estratégicas

Neste capitulo, quero compartilhar como você pode tor­nar eficaz o seu ministério de oração. A lição aqui e sim­ples. Ore o que chamo de orações bíblicas estratégicas! O que quero dizer com orações bíblicas? Orações bíblicas são esboços de oração que podem ser encontrados na Palavra de Deus. Vários temas de oração se acham esboçados na Palavra.
a.   A oração do Senhor
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal, pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.      Mateus 6.9-13
b.   Primeira oração aos efésios.
Não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da Sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder.                   Efésios 1.16-19
c.   Segunda oração aos efésios
Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.                                                        Efésios 3.14-19
d.   Oração de Timóteo
Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de suplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos as que se acham in­vestidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto e bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador.                                   I Timóteo 2.1-3
Não estou dizendo que essas sejam as únicas coisas sobre as quais vocês devam orar. Porém, creio que se fizer dessa a sua linha prioritária, você verá uma mudança em seu ministério. Para melhor compreensão deste assunto, veja meu livro Strategies for Prayer (Estratégias para a Oração).             
Quero lhes dar seis razões para seguir as orações bíblicas.
Seis Razoes para Fazer Orações Bíblicas Estratégicas:
1. Nós, seres humanos, somos corruptos em nossas mentes, pensamentos e corações. Com freqüência, nossos desejos são contaminados pela nossa condição humana comum. Não importa quão espiritual um homem de Deus seja, ele continua, em seu melhor momento, a ser um homem!
Porque é necessario que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade.                       I Coríntios 15.53
2.     Não sabemos pelo que orar como deveríamos. Por mais espirituais que nos tornemos, somos incapazes de ver as coisas claramente.
... porque NÃO SABEMOS orar como convém ...       Romanos 8.26
... Porque, agora, vernos como em espelho, OBSCURA­MENTE ...      I Corintios 13.12
Esse versículo ensina que não vemos as coisas claramente. Quan­do você tem uma visão, o que está realmente acontecendo é que você está sendo atraído para o mundo dos espíritos.
Quanta mais você e atraído, tanto mais clara se torna a visão. Em alguns casos, você chega a ser atraído para fora do próprio corpo. O apóstolo Paulo afirmou que conheceu um homem que foi arrebatado ao terceiro céu.
Conheço um homem em Cristo que... foi ARREBATADO até ao terceiro céu ... foi ARREBATADO ao paraíso...                                2Coríntios 12.2,3,4
Esse homem em nem sequer sabia se estava dentro ou fora do corpo. A maioria das pessoas é atraída para bem longe e suas visões são muitas vezes imagens tão borradas que elas não tem certeza do vêem. Na realidade, grande parte do que as pessoas chamam de visões e profecias não passam de impressões de coisas que elas vêem apenas vagamente.
Precisamos da ajuda do Espírito Santo para nos guiar, mesmo em oração. Quando oramos em línguas, o Espírito Santo controla as nossas orações. Todavia, o Espírito Santo já nos deu orientação para orar por meio das palavras de Jesus e das cartas de Paulo. Se seguir­mos essas diretrizes, será quase o equivalente ao falar em línguas porque a Palavra nos guiará naquilo pelo que devemos orar.
3.       Faça orações bíblicas estratégicas porque nossos caminhos não são os Dele.
Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamen­tos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.                      Isaías 55.8
Não importa quanto espiritual nos tornemos, continuamos sendo seres humanos em um recipiente de carne. Descobri Deus me ensinando coisas que eu julgava saber. Eu teria ressuscitado mortos muitos anos antes em meu ministério, mas os caminhos Dele não são os meus.
Orei e jejuei para que Deus me usasse para ressuscitar o pai de um bom amigo. Porém, Deus não parecia me levar em consideração. Senti-me desanimado e desacreditado. Eu havia ido ate lá com fé, declarando que o morto ressuscitaria em o nome de Jesus!
Infelizmente para mim, os meus caminhos não são os Dele. Se aquele homem morto tivesse ressuscitado, toda a minha vida e ministério poderiam ficar arruinados. Deus tinha o Seu caminho, e esse caminho era me proteger e suavemente me introduzir em meu verdadeiro ministério.
Quase vinte anos mais tarde, quando uma senhora foi até a plataforma em minha cruzada, afirmando que seu filho ressuscitara enquanto eu ministrava, não senti qualquer emoção.
Senti que se Deus queria ressuscitar os mortos, isso cabia inteira­mente a Ele. Eu sabia que não passava de um observador na plata­forma da cruzada. Se isso tivesse acontecido vinte anos antes, eu talvez tivesse apostatado por causa do orgulho. É por isso que deve­mos fazer mais orações bíblicas estratégicas. Deus sabe coisas que nós não sabemos. Vamos nos confiar a Sua sabedoria.
4.     Você deve fazer orações bíblicas estratégicas para evitar errar o alvo.
A Bíblia ensina que muitas orações erram o alvo. Quando acontece isso com a sua seta, significa que ela não chegou onde você preten­dia que chegasse! Por que você deve orar sem que as suas orações alcancem o Pai? Por que você deve orar sem que suas orações te­nham o efeito desejado? Está na hora de não errar mais o alvo.
Pedis, e não recebeis, porque PEDIS MAL...                          Tiago 4.3
Por que tantas orações erram o alvo? Mais uma vez, é porque somos humanos. Não podemos ver claramente e nossas setas per­dem então a direção. Confie nas orações bíblicas estratégicas.
5.      As orações bíblicas estratégicas cobrem todas as áreas essenciais para a sua vida.
                                           Se você examinar a oração do Senhor, descobrirá que cada área importante é coberta.
Com a oração estratégica do Senhor, você ora pelas necessidades diárias, perdão e proteção para a obra de Deus.
As orações paulinas no livro de Efésios são um pouco mais difíceis de compreender. Os tópicos em si parecem místicos. E talvez essa a razão de serem ainda mais importantes para nós. É possível que você nunca venha a saber o efeito de orar pelo Espírito de revelação e de sabedoria (Ef 1.17). Por exemplo, a segunda oração em Efésios (Ef3.17) ensina que devemos ficar arraigados e alicerçados em amor.
De modo geral, não ocorre a maioria de nós orar para que seja­mos estabelecidos em amor. Porém, quando você compreende que todas as boas obras realizadas fora do amor cristão não tem valor, talvez venha a entender por que o Espírito Santo nos deu essa oração. Observe este versículo em I Coríntios.
E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os po­bres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, NADA DISSO ME APRO­VEITARÁ.     I Coríntios 13.3
E bom para você servir a Deus, mesmo pagando o preço supre­mo pelo ministério. Todavia, com uma única penada somos adver­tidos que sem amor nossas boas obras de nada servirão.
6.      As orações bíblicas estratégicas impedem que você ignore áreas vitais de oração.
Quando você fizer essas orações, irá cobrir áreas de grande impor­tância em sua vida. Você talvez não sinta vontade de orar pelo seu governo. Alguns governos são mais dignos de maldição do que de oração. Todavia, se seguir o padrão bíblico de oração, vai orar por eles em vez de amaldiçoa-los.
Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito.      I Timóteo 2.1-2
Evite esquecer uma área vital de oração seguindo essas orações bíblicas estratégicas.










Trinta e Duas Razões pelas quais oro em Línguas

Em minha opinião, a capacidade de orar em línguas é prova­velmente o melhor dom que Deus deu aos ministros. Neste capítulo quero compartilhar com você por que orar em línguas é de grande importância e muito útil para cada ministério. Cada uma das 32 razões tem um fundamento bíblico e quero que você pense sobre elas para o seu próprio benefício.
Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera.                1 Coríntios 14.14

1.   Quando oro em línguas, recarrego como uma bateria (l Co. 14.4)
2.   Quando oro em línguas, sou imediatamente inspirado pelo Espírito Santo (At. 2.4)
3.   Quando oro em línguas, estou orando em meu coração (espírito).  (l Co. 14.14)
4.   Quando oro em línguas, minha oração e ditada e dirigida pelo Espírito Santo (At. 2.5)
5.    Quando oro em línguas, opero instantaneamente na esfera espiritual (I Co. 14.1)
6.    Quando oro em línguas, outras pessoas não entendem o que estou dizendo (l Co 14.1)  
7.    Quando oro em línguas, os demônios não entendem o que estou dizendo (l Co. 14.1)
8.   Quando oro em línguas, posso ouvir a voz do Espírito ao interpretar minha oração (l Co. 14.1)
9.   Quando oro em línguas, posso orar durante longas horas como Jesus (Mc. 1.35; Lc. 6.12)
10. Quando oro em línguas, posso praticar intercessão pelas almas, famílias e nações (Ef. 6.18)
11. Quando oro em línguas, posso falar comigo mesmo e com Deus. Isto me ajuda a concentrar-me em Deus em qualquer lugar em que eu esteja (l Co. 14.28)
12. Quando oro em línguas, dou graças e louvores muito bem (l Co. 14.17)
13. Quando oro em línguas, é um sinal para o mundo que Cristo está em mim (Mc 16.17)
14. Quando oro em línguas, dei o primeiro passo para entrar nas coisas sobrenaturais (At. 2.4)
15. Quando oro em línguas, estou exercitando a fé (GI3.5)
16. Quando oro em línguas, faço o que grandes homens, como Paulo, fizeram (lCo 14.18; Hb 6.12)
17. Quando oro em línguas, posso orar contra meus inimigos (na sua presença) sem que saibam o que estou dizendo
18. Quando oro em línguas, posso orar e pensar (l Co. 14.14)
19. Quando oro em línguas, posso orar e estudar (1 Co. 14.14)
20.  Quando oro em línguas, posso orar e ler a Bíblia (l Co. 14.14)
21. Quando oro em línguas, posso orar e ler outros livros (I Co.14.14)
22. Quando oro em línguas, posso orar e ouvir gravações (I Co. 14.14)
23. Quando oro em línguas, posso orar e assistir vídeo (I Co. 14.14)
24. Quando oro em línguas, posso orar e tomar banho (l Co. 14.14)
25.   Quando oro em línguas, posso orar e vestir-me (I Co. 14.14)·
26. Quando oro em línguas, posso orar e andar (l Co. 14.14)
27. Quando oro em línguas, posso orar e escrever (l Co. 14.14)
28. Quando oro em línguas, posso orar e cozinhar (l Co. 14.14)
29. Quando oro em línguas, posso orar e trabalhar no escritório (l Co. 14.14)
30. Quando oro em línguas, posso orar e pentear o cabelo (l Co. 14.14)
31. Quando oro em línguas, posso orar e dirigir meu carro (l Co. 14.14)
32. Quando oro em línguas, posso orar e esperar pelo ônibus (l Co. 14.14)