terça-feira, 28 de setembro de 2010

Pescadores de homens

Jesus disse para Pedro que ele seria transformado em pescadores de homens. Esta palavra se aplica a todos nós.
Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. Mt. 4:18-20

1. Princípios de pescaria
Bons pescadores não pescam porque têm mais sorte. Pescaria não é uma questão de sorte, mas de técnica.

a. Saiba que peixe você quer pegar - Mt. 10:5-6
Cada tipo de peixe exige uma isca específica e uma época específica de pescaria. Uma coisa é pescar lambari outra coisa é pescar um pirarucu.
Escolha um público alvo.
Você vai atrair quem você é e não quem você quer.

b. Vá onde os peixes estão - Mt. 10:5
Diferentes tipos de peixes se alimentam em diferentes locais em horas diferentes
Nem todo peixe virá à sua célula.
Precisamos ganhar as pessoas nos locais onde elas vivem, trabalham, estudam se divertem, etc.

c. Concentre-se no tipo de peixe que está fisgando a isca - Mt. 10:14
Concentre-se em ganhar aqueles que estão abertos para ouvirem do evangelho. Não queremos ignorar ninguém, mas é tolice gastar a maior parte do tempo com quem não quer ouvir.
Existem diferentes tipos de solo onde lançamos a nossa semente. É sábio semear em terra arada.
Existem grupos de pessoas que são mais abertas ao evangelho:
þ  Visitantes que vêm pela segunda vez a uma reunião.
þ  Amigos e parentes de novos convertidos.
þ  Pessoas com crise no casamento.
þ  Pessoas que necessitam de libertação de álcool, drogas, sexo e outros.
þ  Pessoas enfermas.
þ  Pessoas com doentes graves ou terminais na família.
þ  Pais de crianças problemáticas.
þ  Desempregados e pessoas com problemas financeiros.
þ  Pessoas que acabaram de se mudar para a cidade.

d. Aprenda a pensar como um peixe - Mt. 9:4; 12:25, Mc. 2:8, Lc. 5:22; 9:47 e 11:17
Entenda os hábitos e os gostos de cada peixe. Em outras palavras: fale a linguagem que as pessoas entendem.
Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades. Cl. 4:5

e. Uma boa pescaria requer que façamos coisas desagradáveis para nós, mas boas para os peixes - Lc. 10:8
Bons pescadores não se importam com a posição nem com o conforto. Eles se embrenham no meio de lagoa e pântanos infestados de mosquitos. Eles querem o peixe.
Precisamos pescar o peixe à maneira dele e não à nossa maneira.
Faça qualquer coisa para pescar uma alma.
Um princípio básico da pescaria é o sacrifício.
Fiz-me fraco para com os fracos, com o fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com o fim de, por todos os modos, salvar alguns. Tudo faço por causa do evangelho, com o fim de me tornar cooperador com ele. I Cor. 9:22-23

f. Não temos o hobby de pescaria, somos pescadores responsáveis diante de Deus.
Seja sério e diligente na pescaria e os peixes virão.
Para nós pescaria não é brinquedo ou diversão, mas a coisa mais séria do mundo.

g. Às vezes usamos os próprios peixes como iscas
Precisamos de usar o maior número possível de diferente tipos de iscas.
Mas o principal é que cada peixe como isca. Eles podem ser usados para aumentar o potencial e alcance da pescaria. Precisamos usar os peixes de acordo com a capacidade de cada um.

2. Quando o peixe é isca
a. O peixe Mateus - Lc. 5:27-29
Quando um Mateus se converte precisamos usa-lo como isca numa grande festa.
Pessoas importantes, ricas ou muito populares precisam ser instruídas e fazerem uma grande festa e se servirem de isca para pescarem muitos outros.

b. O peixe Lázaro - Jo. 12:1 e 9
Pessoas que tiveram um grande milagre em sua vida precisam ser ensinadas a testemunharem. Nesse caso podemos fazer o jantar de Lázaro como foi feito em Betânia.

c. O peixe André - Jo. 1:40-41
Nem todos possuem grandes milagres para contar nem somos muito populares, mas todos temos um parente próximo como um irmãos ou primo. Desde cedo cada novo convertido precisa aprender que ele deve convidar seus parentes para virem a Jesus.

d. O peixe Pedro
Pedro era ousado e atrevido. O tipo de gente pronta a explodir. Era alguém sem rodeios e meias palavras. Desafiou Jesus para andar sobre as águas, decepou a orelha de um servo, mas foi o primeiro a pregar e obter resultados no dia de pentecostes.
Quando temos novos convertidos do tipo de Pedro. Não precisamos mesmo tentar impedi-lo, ele irá pregar de qualquer forma.

e. O peixe Paulo - At. 9:20 e 26
Pau era um implacável perseguidor da Igreja. Quando souberam de sua conversão alguns duvidaram, mas outros passaram a testemunhar com mais destemor ainda. Esse é um peixe que vai empolgar mais os pescadores do que atrair outros peixe. Mas isso também é bom, porque pescadores motivados são mais eficientes.

f. O peixe que foi curado - Jo. 9:25
Não há necessidade de um novo convertido aprender teologia antes que possa testemunhar do Senhor. Ele pode dar o testemunho do cego que foi curado: “quem ele era eu não sei, só sei que era cego e agora vejo”.

g. O peixe mulher samaritana - Jo. 4:39 e 42
Pessoas que tinham uma vida imoral quando se convertem se tornam poderosas iscas. Leve-as a testemunhar como fez a mulher samaritana.

Conclusão
Nosso encargo nesses dias não é nos acomodar porque temos feito uma boa pescaria, mas precisamos crescer e nos tornar ainda melhores pescadores. A pescaria não pode ser por hobby ainda que possa ser por temporada, é tempo de aproveitarmos os peixes que temos pescado e usa-los como boas iscas.

OS ALIMENTOS PARA A SATISFAÇÃO ESPIRITUAL

Texto: João 4:31-38

Na História da mulher samaritana descobrimos que Jesus é a fonte de água viva que sacia a nossa sede espiritual. Sede nos fala de insatisfação. E quando bebemos do Senhor somos  plenamente satisfeitos.

Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna (Jo 4:13-14).

Neste texto o Senhor começa a nos mostrar que mesmo depois de sermos salvos precisamos ainda de ser satisfeitos. Em outras palavras Jesus está dizendo que o que nos satisfaz não é apenas a nossa conversão, mas que existem outros elementos para que a nossa alma possa ser saciada.

·        Por que acontece conosco aquele fase que não temos mais aquela mesma satisfação do começo quando éramos ainda recém convertidos?
·        Por que eu tinha aquela alegria no começo e agora não tenho mais?
Jesus diz que o segredo está na comida que você come! E essa comida era chave para o seu ministério. Tenho descoberto que comida é a chave
Mas ele lhes disse: Uma comida tem para comer, que vós não conheceis. (Jo 4:32)

Você é aquilo que você come.
 A sua força espiritual, a sua capacidade de servir a Deus depende de sua dieta. Se você se alimenta com as coisas do Egito, coisas mundanas você alimenta a carne a alma, mas se você alimenta o seu coração com a Palavra de Deus com o Espírito de Deus você é fortalecido.

 Jesus tinha um tipo de comida para comer e essa comida que o fortalecia.

Como uma pessoa pode encontrar a verdadeira satisfação espiritual?
·        Qual era a comida que Jesus estava se referindo?
·        Como cristãos esta comida está a nossa disposição?
·        Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.(Jo 4:34)

Jesus disse que existem dois a alimentos para a nossa satisfação espiritual fazer a Vontade de Deus e Realizar a sua Obra.

1-    FAZER A VONTADE DE DEUS É ALIMENTO

Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou (Jo 4:34a)

Por que muitas pessoas às vezes se sentem fracas débeis? Por que não fazem a vontade de Deus. Naturalmente sabemos que a Palavra de Deus é alimento para nós ela é o nosso Pão de cada dia.
 Mas quantos sabem que obedecer a Palavra é também alimento?  E quanto mais obedecemos mais somos fortalecidos para continuarmos a obedecer.

Portanto todas as vezes que você estiver fazendo a vontade de Deus dentro do Propósito de Deus você vai se sentir fortalecido. E quanto você faz algo fora da vontade de Deus você vai perdendo a energia.

Por isso quanto mais você faz a vontade de Deus mais forte você se torna. Isso não tem nada a ver com o sentimento. Se você tem vontade de rir ou chorar de sentir um calafrio, um entusiasmo. Isso tem a ver com consistência espiritual. Isso nos torna mais fortes.
Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.(Mt 7:24-25)
Às vezes vamos passar por ventos fortes, pois em algum momento da nossa vida o vento pode soprar porem se estivermos fazendo a vontade de Deus, passaremos por isto mais fortalecidos, pois nossos pés estão firmados na rocha que é Cristo.
Exemplo: As Arvores que resistem aos Tornados nos EUA

“Portanto temos que nos alimentar com a Palavra de Deus ao lendo, ouvindo ou praticando”.
Temos que investir o nosso tempo meditando na Palavra de Deus o fato de você está aqui ouvindo a Palavra, orando, adorando isso tem um grande valor espiritual.
·        Quantos lêem a Palavra de Deus todos os dias?
·        Quantos confessam e oram a Palavra todos os dias?
·        Quantos praticam a Palavra todos os dias?
Então a cada dia você estará mais fortalecido!
         
·        Você alguma vez já sentiu fortalecido por fazer a vontade de Deus?

2-  FAZER A OBRA DE DEUS É ALIMENTO 
Jo 4:34b... e realizar a sua obra 
Jesus disse que fazer a Obra de Deus é um tipo de comida.
Mas existem pastores e líderes que se sentem exaustos por fazerem à obra de Deus.  A pergunta é Exausto de que?
O Cansaço do corpo uma noite resolve. O problema é o cansaço da alma, aí uma noite não resolve. Por isso qualquer trabalho que façamos que tire as nossas forças e nos faz cansados interiormente pode não ser uma obra de Deus; mas do homem.

Os 2 tipos de pessoas que fazem a Obra de Deus

·        Quando é que estamos fazendo a Obra de Deus?
Quando fazemos na força de Deus, quando fazemos na alegria de Deus, porque a alegria do Senhor é a nossa força. Quando temos o prazer de fazer e fazemos para o Senhor e não para os homens.

Agora tem outro que lidera porque o pastor pega no pé, e aí ele faz na força dele, na habilidade dele e o que é pior faz para alguém vê. E como demoram em ver o que ele está fazendo ele se sente desanimado, fraco, anêmico e até doente.

Exemplo: O Moço Estressado com Dores e Falta de Ar
·        Que tipo de cristão você é daqueles que fazem a Obra de Deus na capacitação do Espírito e fica satisfeito, ou daqueles que a Obra de Deus só traz canseira?
Aquilo que é obra de Deus, designada a nós, nos faz cada vez mais alimentados e fortes.

·        Mas qual é a obra de Deus que Jesus veio fazer?
Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio. Jo. 20:21
Podemos dizer: Assim como Jesus foi enviado nós somos também. Ser enviado como Ele significa que temos a mesma missão, a mesma provisão e o mesmo poder.

O Senhor mesmo disse por que razão Ele foi enviado:
A. Buscar e salvar o perdido

Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido. (Lc. 19:10).

     B-A Seara já está madura – Jo. 4:35
Não precisamos esperar uma época melhor para pregar porque Jesus disse que a seara já está pronta

    C- Desfrutamos da recompensa hoje – Jo. 4:36
O ceifeiro recebe desde já a recompensa e entesoura o seu fruto para a vida eterna; e, dessarte, se alegram tanto o semeador como o ceifeiro. Jo. 4:36

A palavra diz que a recompensa recebemos hoje, aqui o Senhor está falando de uma satisfação que recebemos no exato momento que colhemos os frutos.
·        Quantos aqui já tiveram a grande satisfação de ganhar pelo menos uma vida para o Senhor?

Esta era a comida de Jesus Ele evangelizou a mulher samaritana e através de seu testemunho quase toda uma cidade se converteu.

Existem pessoas que dependem de você para que sejam salvas. Se você não fizer nada elas estarão perdidas. No, entanto, se você as ganhar elas receberão a alegria da salvação e você uma grande satisfação espiritual.

Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; (Is. 53:11a)

   O fazer a Obra de Deus trouxe satisfação a Jesus e certamente trará a você também.

Conclusão
A mulher samaritana sendo uma pecadora foi satisfeita ao crer em Jesus, recebendo da água viva. E o Salvador foi satisfeito fazendo a vontade de Deus satisfazendo a pecadora.

Satisfeito? É algo que não existe. Somos seres insatisfeitos.

Exemplo: Nunca estamos satisfeitos e esperamos que outro ciclo da vida, tal como casamento, filhos, aposentadoria, etc.
Quando não fazemos a vontade de Deus ficamos insatisfeitos e os perdidos sem nenhuma satisfação. Quando, porém, fazemos a vontade do Pai todos se satisfazem.

Porque nada existe na terra que possa satisfazer-nos a ânsia mais profunda. Ansiamos por ver Deus, ver sua face e sua Glória, e não estaremos satisfeitos enquanto não formos estar com Ele.

 Aquele que faz a sua vontade realiza a sua obra e o adora de todo o coração tem o privilégio de ser usado por Deus e um dia será saciado com a água da vida e nunca mais terão sede e do seu interior será uma fonte que vai jorrar para vida eterna.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Seis Razões para Fazer Orações Bíblicas Estratégicas

Neste capitulo, quero compartilhar como você pode tor­nar eficaz o seu ministério de oração. A lição aqui e sim­ples. Ore o que chamo de orações bíblicas estratégicas! O que quero dizer com orações bíblicas? Orações bíblicas são esboços de oração que podem ser encontrados na Palavra de Deus. Vários temas de oração se acham esboçados na Palavra.
a.   A oração do Senhor
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal, pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.      Mateus 6.9-13
b.   Primeira oração aos efésios.
Não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da Sua herança nos santos e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder.                   Efésios 1.16-19
c.   Segunda oração aos efésios
Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.                                                        Efésios 3.14-19
d.   Oração de Timóteo
Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de suplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos as que se acham in­vestidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto e bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador.                                   I Timóteo 2.1-3
Não estou dizendo que essas sejam as únicas coisas sobre as quais vocês devam orar. Porém, creio que se fizer dessa a sua linha prioritária, você verá uma mudança em seu ministério. Para melhor compreensão deste assunto, veja meu livro Strategies for Prayer (Estratégias para a Oração).             
Quero lhes dar seis razões para seguir as orações bíblicas.
Seis Razoes para Fazer Orações Bíblicas Estratégicas:
1. Nós, seres humanos, somos corruptos em nossas mentes, pensamentos e corações. Com freqüência, nossos desejos são contaminados pela nossa condição humana comum. Não importa quão espiritual um homem de Deus seja, ele continua, em seu melhor momento, a ser um homem!
Porque é necessario que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade.                       I Coríntios 15.53
2.     Não sabemos pelo que orar como deveríamos. Por mais espirituais que nos tornemos, somos incapazes de ver as coisas claramente.
... porque NÃO SABEMOS orar como convém ...       Romanos 8.26
... Porque, agora, vernos como em espelho, OBSCURA­MENTE ...      I Corintios 13.12
Esse versículo ensina que não vemos as coisas claramente. Quan­do você tem uma visão, o que está realmente acontecendo é que você está sendo atraído para o mundo dos espíritos.
Quanta mais você e atraído, tanto mais clara se torna a visão. Em alguns casos, você chega a ser atraído para fora do próprio corpo. O apóstolo Paulo afirmou que conheceu um homem que foi arrebatado ao terceiro céu.
Conheço um homem em Cristo que... foi ARREBATADO até ao terceiro céu ... foi ARREBATADO ao paraíso...                                2Coríntios 12.2,3,4
Esse homem em nem sequer sabia se estava dentro ou fora do corpo. A maioria das pessoas é atraída para bem longe e suas visões são muitas vezes imagens tão borradas que elas não tem certeza do vêem. Na realidade, grande parte do que as pessoas chamam de visões e profecias não passam de impressões de coisas que elas vêem apenas vagamente.
Precisamos da ajuda do Espírito Santo para nos guiar, mesmo em oração. Quando oramos em línguas, o Espírito Santo controla as nossas orações. Todavia, o Espírito Santo já nos deu orientação para orar por meio das palavras de Jesus e das cartas de Paulo. Se seguir­mos essas diretrizes, será quase o equivalente ao falar em línguas porque a Palavra nos guiará naquilo pelo que devemos orar.
3.       Faça orações bíblicas estratégicas porque nossos caminhos não são os Dele.
Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamen­tos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR.                      Isaías 55.8
Não importa quanto espiritual nos tornemos, continuamos sendo seres humanos em um recipiente de carne. Descobri Deus me ensinando coisas que eu julgava saber. Eu teria ressuscitado mortos muitos anos antes em meu ministério, mas os caminhos Dele não são os meus.
Orei e jejuei para que Deus me usasse para ressuscitar o pai de um bom amigo. Porém, Deus não parecia me levar em consideração. Senti-me desanimado e desacreditado. Eu havia ido ate lá com fé, declarando que o morto ressuscitaria em o nome de Jesus!
Infelizmente para mim, os meus caminhos não são os Dele. Se aquele homem morto tivesse ressuscitado, toda a minha vida e ministério poderiam ficar arruinados. Deus tinha o Seu caminho, e esse caminho era me proteger e suavemente me introduzir em meu verdadeiro ministério.
Quase vinte anos mais tarde, quando uma senhora foi até a plataforma em minha cruzada, afirmando que seu filho ressuscitara enquanto eu ministrava, não senti qualquer emoção.
Senti que se Deus queria ressuscitar os mortos, isso cabia inteira­mente a Ele. Eu sabia que não passava de um observador na plata­forma da cruzada. Se isso tivesse acontecido vinte anos antes, eu talvez tivesse apostatado por causa do orgulho. É por isso que deve­mos fazer mais orações bíblicas estratégicas. Deus sabe coisas que nós não sabemos. Vamos nos confiar a Sua sabedoria.
4.     Você deve fazer orações bíblicas estratégicas para evitar errar o alvo.
A Bíblia ensina que muitas orações erram o alvo. Quando acontece isso com a sua seta, significa que ela não chegou onde você preten­dia que chegasse! Por que você deve orar sem que as suas orações alcancem o Pai? Por que você deve orar sem que suas orações te­nham o efeito desejado? Está na hora de não errar mais o alvo.
Pedis, e não recebeis, porque PEDIS MAL...                          Tiago 4.3
Por que tantas orações erram o alvo? Mais uma vez, é porque somos humanos. Não podemos ver claramente e nossas setas per­dem então a direção. Confie nas orações bíblicas estratégicas.
5.      As orações bíblicas estratégicas cobrem todas as áreas essenciais para a sua vida.
                                           Se você examinar a oração do Senhor, descobrirá que cada área importante é coberta.
Com a oração estratégica do Senhor, você ora pelas necessidades diárias, perdão e proteção para a obra de Deus.
As orações paulinas no livro de Efésios são um pouco mais difíceis de compreender. Os tópicos em si parecem místicos. E talvez essa a razão de serem ainda mais importantes para nós. É possível que você nunca venha a saber o efeito de orar pelo Espírito de revelação e de sabedoria (Ef 1.17). Por exemplo, a segunda oração em Efésios (Ef3.17) ensina que devemos ficar arraigados e alicerçados em amor.
De modo geral, não ocorre a maioria de nós orar para que seja­mos estabelecidos em amor. Porém, quando você compreende que todas as boas obras realizadas fora do amor cristão não tem valor, talvez venha a entender por que o Espírito Santo nos deu essa oração. Observe este versículo em I Coríntios.
E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os po­bres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, NADA DISSO ME APRO­VEITARÁ.     I Coríntios 13.3
E bom para você servir a Deus, mesmo pagando o preço supre­mo pelo ministério. Todavia, com uma única penada somos adver­tidos que sem amor nossas boas obras de nada servirão.
6.      As orações bíblicas estratégicas impedem que você ignore áreas vitais de oração.
Quando você fizer essas orações, irá cobrir áreas de grande impor­tância em sua vida. Você talvez não sinta vontade de orar pelo seu governo. Alguns governos são mais dignos de maldição do que de oração. Todavia, se seguir o padrão bíblico de oração, vai orar por eles em vez de amaldiçoa-los.
Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito.      I Timóteo 2.1-2
Evite esquecer uma área vital de oração seguindo essas orações bíblicas estratégicas.











NOVE PASSOS PARA UMA ORAÇÃO DEMORADA
1.    Aceite o fato que a oração que dura menos de uma hora não é uma oração significativa para um ministro.
Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comlgo.       Mateus 26.40
   O mais longe que eu consigo lembrar, sempre considerei a oração curta insignificante. Sempre senti que, a menos que eu passasse um longo tempo em oração, não faria muita coisa. Esse tem sido um bom guia psicológico para mim. Ele me fez passar muitas horas da minha vida em oração.
Quando você acredita que orar menos de uma hora não é sufici­ente, jamais se satisfará com orações de cinco e dez minutos. Isso irá gradualmente levá-Io a longos períodos de oração. Você não vai perder nada por orar durante longos períodos.

2.    Sempre ore com um relógio de parede ou de pulso ao seu alcance.
No momento em que começar a orar, marque a hora. Quando você faz isso, será compelido a passar um período correto em ração. Quando você não olha para o relógio, você vai pensar que orou mais tempo do que realmente fez. Vai dizer a si mesmo: “Oh!, devo ter orado duas horas", quando na verdade você orou apenas dez minutos.
A não ser que seja experiente na oração, você vai avaliar de rnaneira errada o período em que orou. Hoje em dia posso dizer quando orei por uma hora. É por isso que precisa ter um olho no relógio.
3. Ore com gravações de pregação.
Eu sempre oro com algum tipo de pregação ou música como pano de fundo. Existe um princípio que desejo que você compreenda. A velocidade da pregação/música é cern vezes mais rápida do que a velocidade do silêncio. Isso significa que o tempo corre cem vezes mais depressa quando há algum tipo de pregação ou música de fundo.
Você já esteve em um lugar em que foi pedido que as pessoas observassem um minuto de silêncio? Notou como o minuto de­morou a passar? Você sabia que ninguém passa na verdade um mi­nuto inteiro de silencio?
Isso se deve ao princípio que acabei de contar a você: A veloci­dade da música/pregaçaõ é cem vezes maior do que a velocidade do silencio. Quando você ora com o som de uma pregação ou música ao fundo, o tempo corre muito mais depressa! Antes que perceba, terá orado durante várias horas!
O som da pregação da Palavra de Deus cria uma atmosfera con­ducente as coisas espirituais. Querido amigo, somos constantemente bombardeados com o ambiente secular de nossos empregos, de amigos ímpios e da televisão. Esse tipo de atmosfera, na verdade, impede a oração. O ambiente em nossas casas e, no geral, de antioração. Você precisa de algo que o mantenha em um espírito de oração pelo menos por uma hora. Algumas vezes a mensagem na fita irá estimular você a continuar no Espírito! Tente isso e nunca mais será o mesmo.
4.Ore com música ambiente.
Ora, pois, trazei-me um tangedor. E sucedeu que, tangen­do o tangedor, veio sobre de a mão do Senhor.
2Reis 3.15
A música religiosa É reverente cria um belo ambiente de adoração. A Bíblia chama isso de a mão do Senhor. Eu sempre ouço música ou gravações de pregação quando estou orando. Querido amigo, a própria atmosfera de nosso mundo está re­pleta de entidades demoníacas.  
O príncipe das potestades do ar e suas coortes poluem o próprio ar que respiramos. E difícil orar em tal ambiente. É essa a razão por que inúmeros cristãos não oram durante muitas horas. Eles ope­ram em um ambiente difícil, uma atmosfera pesada.
Há, porém, boas notícias. Você pode ter o seu serviço da igreja onde quer que se encontre! O Espírito do Senhor pode se mover sobre você em seu carro.  Isso aconteceu comigo várias vezes. Considero meu carro um cantinho de oração. Invista o que for preciso para criar a atmosfera certa de oração.
O Espírito do Senhor virá sobre você enquanto permanecer em um ambiente de músicos ungidos.
5.Ore com um vídeo de pregação.
  Algumas vezes, o som da pregação ou da música não é suficiente para colocar você na disposição certa para orar. Às vezes, é preciso que você tenha a dimensão do vídeo.
Em determinadas ocasiões, tanto ver quanto ouvir se tornam necessários para criar a atmosfera certa para uma oração bem-sucedida. Com freqüência, eu oro com um vídeo de pregação. Recebo grandes bênçãos quando opero no ambiente certo.
6. Faça 90% das suas orações em Iínguas.
As línguas são um dom de Deus. Esse dom ajuda você a orar enquanto sua mente está inativa.             Porque, se eu orar em outra língua o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera.          1Coríntios 14.14
Quando você ora em línguas durante horas, seu espírito humano será edificado e energizado.
7. Leia a bíblia e outros Iivros cristãos enquanto você ora.
Porque eu oro em línguas por longos períodos, minha mente está livre para ler. Leio constantemente enquanto passo horas em ora­ção. Meu espírito ora ao Senhor enquanto minha mente se con­centra na Bíblia que estou lendo. Isso me ajuda a orar ainda mais tempo.
8.   Desligue o telefone
O telefone é uma ferramenta favorita usada pelo diabo para inter­romper a sua oração. Com o sentimento de que você vai receber uma ligação importante, você é incapaz de desligar o telefone. A maioria de nós é incapaz de desligar os telefones.
As interrupções desnecessárias interrompem nossa preciosa hora de oração em trinta minutos de sessões parceladas de cinco minu­tos cada. Não sei se isso acontece com você. Porém, tão logo eu entro em comunhão profunda com o Senhor, o telefone toca. Al­gumas vezes, é deveras doloroso receber um chamado desnecessário no momento errado.
Decidi que se eu devo ser sério a respeito da oração, devo desli­gar o telefone. O mundo pode esperar. Tudo pode esperar até que eu termine a conversa com meu Senhor! Quando não desligo o telefone, isto só significa uma coisa: Não estou sendo seio com relação ao período de oração!
9. Coloque um aviso “não perturbe”.
Como você não mora em uma ilha, vai precisar da colaboração das pessoas que vivem com você. Se você quiser uma vida de oração eficaz, as pessoas precisam saber que você esta orando. Assim como não o incomodariam se estivesse no banheiro, não devem perturbá-lo quando está em oração! Não se envergonhe de permitir que seus amigos e o pessoal da sua casa saibam que você está orando e não deve ser perturbado.
Quando eu estava na escola, fiquei particularmente impressio­nado com a capacidade de um amigo de divulgar avisos "não per­turbe". Lembro-me até hoje do aviso que ele colocou na porta de seu quarto para afastar outros alunos. O aviso era mais ou menos assim:

Aviso
Se você bater nesta porta e não receber resposta,
Não continue batendo ou chamando por mim.
Se fizer qualquer coisa que contrarie esta simples instrução
Saiba que esta porta não será aberta para você.
Não importa quem seja!!!