sábado, 31 de julho de 2010

O Diabo e o Mistério

Satanás atua politicamente como "o príncipe deste mundo"; como, como "deus deste século" cega os incrédulos para impedi-los de crerem no Evangelho da salvação. Em Efésios 6:11-20, aprendemos sobre a maldade espiritual de Satanás nas regiões celestiais, sobre a sua oposição à mensagem e ao mensageiro de "O Mistério", a verdade divina a respeito dos celestiais. Notemos Efésios 6:11,12:
“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

E notemos Efésios 6:19,20:

“E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do Evangelho, pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.”

Porque é que Paulo era um prisioneiro de Roma? Ouçamos as suas próprias palavras: por causa do mistério do Evangelho.” Leiamos isto novamente em Colossenses 4:3,4 e ouçamos o seu testemunho em Efésios 3:1-3:

“Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios; se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada; como me foi este mistério manifestado pela revelação como acima em pouco vos escrevi.”

Notemos a Palavra de Deus em Efésios 3:9:

“E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus.”

Aqui nós vemos que "a dispensação da graça de Deus" e a dispensação do mistério estão ligadas. Esta gloriosa verdade foi dada a conhecer por revelação ao apóstolo Paulo, que se tornou prisioneiro de Jesus Cristo para os Gentios. Apreciamos o que ele sofreu por nós? Entremos no Livro e tentemos compreender a mensagem por que ele sofreu.

Apesar de Paulo saber que os religiosos se opunham ao "Mistério" e de estarem determinados a impedi-lo de pregar a verdade divina, ele sabia que não estava a lutar contra a carne e o sangue; que o seu oponente real era o diabo como regente do mundo das trevas nos celestiais.

Paulo escreveu em II Coríntios 4:3 e 4, que Satanás cegou os entendimentos. Mas repare no seu pedido de oração muito específicas em Efésios 1:17,18:

“Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em Seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da Sua vocação, e quais as riquezas da glória da Sua herança nos santos.”

Paulo não queria entendimentos cegos para "O Mistério". Ele sabia que era necessário um especial espírito de sabedoria e de revelação para se compreender esta particular verdade gloriosa.

Sim, o diabo foi bem sucedido em conseguir que Paulo fosse parar à prisão por causa do "Mistério", preso como um malfeitor em prisões. Contudo, a partir da sua cela, ele escreveu: "A Palavra de Deus não está presa".

Deus quer que o leitor conheça e torne conhecida esta verdade gloriosa ... que deveria ter deixado de ser um mistério há mais de vinte séculos atrás.

J. C. O'Hair

Nenhum comentário:

Postar um comentário